quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

A lua...


A lua
Que lua é esta a de hoje?
Que brilha sorridente,
Por entre a noite sombria,
O calor e o frio misturam-se
Num ar morno de afana
Que me afaga na varanda
Numa solidão
de preenchimento interno,
porem o coração chora,
ausência, indiferença e
e o querer sem poder abraçar
sorriu e choro
pergunto à luz que me ilumina
estarei feliz?
Espero ser, espero estar, quero ser
E assim meus olhos na escuridão
Dos céus encontram as estrelas
Que me dão respostas por desvendar....
Boa noite seres da minha luz!
vou adormecer com a alegria...

Marta Pessanha